“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

29/09/2008







Meu Deus!
Tenho tantas saudades! !
Tantas...que me rasgam o peito!
...e não sei o que fazer...

4 comentários:

Hélder disse...

Não digas que não tens mais nada para dar ou que não tens razão de ser. Não é verdade, tens sempre muito para dar, tens sempre algo ou alguém por quem viver... Pensa em todos aqueles que gostam de ti e que sentiriam a tua falta... Não me importava de um dia saber aquilo que tens para oferecer, a sério, não me importava absolutamente nada, considero-te uma pessoa linda, mesmo que não te conheça pessoalmente.

Obrigado pelo teu comentário no meu post :)

Beijos

Delfim peixoto disse...

As saudades não se matam... mas podemos sempre dar-les um abanão
:)

ROSA E OLIVIER disse...

tenho tantas saudades...como folhas tem o trevo...tem sete letras apenas...a palavra saudade...todas trago no meu peito...amor...para te ter a meu lado...

e para ti princesa do Tâmega e AMAR (an) te...

"love is the one who masters all things"

Mawlãnã Rumi e...só para ti...

A sombra de Euridice

Canção divina as cousas comovia,
E de ternura as árvores choravam...
E lembrava o luar a luz do dia
E os ribeiros, extáticos paravam.

Era Orfeu, de inspirado, que descia
Às entranhas da terra!E se afundavam
Os seus olhos na noite, muda e fria
Onde as pálidas sombras vagueavam.

Eurídice, o seu morto e triste amor,
Ouvindo-o,tomou forma e viva cor,
Íntima luz à face lhe subiu...

Mas Orfeu, pobre amante enlouquecido,
Quis ver aquele corpo estremecido...
E, outra vez sombra.Eurídice fugiu...

Teixeira de Pascoaes...só para ti...



"as almas das poetizas são todas feitas de luz, como as dos astros:não ofuscam, iluminam..."

Olivier...e obrigado por toda a tua poesia e sensibilidade

ZezinhoMota disse...

Eu também já tenho saudades de ler os teus poemas...

Feliz fim de semana.

Bjnhs

ZezinhoMota

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.