“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

02/09/2008

...

Fiz do sonho…barco à deriva

Nele depositei a minha alma

Perdida…esquecida


Nas ondas do mar

Ela viaja embalada…

Adormecida pela maresia do meu olhar

Sozinha…cansada


Lá longe, onde bailam as gaivotas

Cruzam um céu enegrecido

Fugindo da tempestade que carrego

No coração ferido


E, cansada desta febre que me assola

Memória em rebuliço

Fazem deste ser…corpo sem ar

Delírio, húmus que à terra há-de voltar



(Lúcia Machado)

6 comentários:

ZezinhoMota disse...

A emoção apodera-se de mim ao ler a tua linda poesia...

És um livro que sinto a necessidade de o ler, porque é escrito com sentimento e amor...

Obrigado por me dares esta oportunidade de te conhecer...

Que a felicidade esteja no teu coração e na tua mente...

Porque o mereces...

Bjnhs

ZezinhoMota

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia!

Só hoje pude vir aqui agradever sua visita.
Amei seu blog,poemas,imagens(perfeitos).
Voltarei.
Tem post novo lá.


beijooo.

Císa disse...

Olá!

Esse seu poema "dói ao coração"...


Seu blog é lindo... Fiquei encantada com as imagens...
E os poemas intensos...


Parabens!
Vc escreve muito bem!


Beijos!Beijos!


Tenha uma ótima semana!


Císa ;)

Escutador de Almas disse...

A alma vai encontrar outra alma e deixar a memória em paz!
Delicia de poema, intenso, como sempre.
Sabe bem saboreá-lo devagar, deixá-lo ficar na boca, e escorregar de mansinho para dentro de nós.

Um beijo

Francisco Castro disse...

Olá, gostei muito do seu blog e de sua abordagem.

Parabéns!

Um abraço

O Profeta disse...

Bela a tua poesia, mas também dramática...és diferente...sente-se...


Doce beijo

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.