“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

21/11/2007

Desassossego


Caminho por entre memórias, histórias…perco-me de mim, encontro-me entre o real e o irónico…

Subo muralhas, trago pensamentos…desejo estrelas, perco-me no luar, amo a noite nela contemplo o teu olhar…

Grito, de forma inaudível…faço do querer a esperança, como uma criança que sonha... Faço do sonho um mundo só meu…trago fantasias dos recônditos amores, onde a vida pula e avança.

Atravessa-me a nudez da alma…eclodem sentimentos… revolta em forma de palavras, com que adoço a amargura e embalo o pensamento…

Amo…sim! O amor que me faz viajar para além dos astros…crio em mim um calor que queima o amanhecer…que arde sem se ver!

Sou tempestade! Arraso com a minha alma! Apunhalo o coração! Do sangue, faço o licor que irá saciar a minha sede…

Tenho a solidão como companhia…eu e os meus fantasmas, os meus medos e a minha alma…
Tua ausência me fere…mas, não me mata!

Sou o Sol e a Lua!
A chuva e o mar!
O pássaro que voa e o que aprende a voar!

Sou vulcão! O teu problema e solução…

Não me fales da razão! Eu sou emoção!...locomotiva da paixão
Sou Fénix, renasço das cinzas mesmo sabendo que hei-de morrer!

Mas, sou tijolo, reconstruo…recomeço
Sua tua memoria e teu esquecimento…


(Lúcia Machado)



2 comentários:

ZezinhoMota disse...

Escreves muito bem e perco-me nas tuas palavras sensiveis e apaixonadas pelos sentimentos mais profundos.

Sou em tão poucos dias teu leitor e podes crer que o faço com muito carinho e admiração.

Bjnhs

ZezinhoMota

Raul Cordeiro disse...

Olá...
Passei por aqui para te deixar um Beijo (um Beijo mesmo, não um Beijinho) e agradecer-te por seres quem és e por nos deliciares com a tua escrita e me dares a oportunidade de escrever contigo.

Amei mesmo

Raul

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.