“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

26/08/2008

Noite...

E no cair da noite

És estrela que me ilumina…

Fogo que aquece a alma, e corta a noite fria…

És poesia, paixão, canção e melancolia

A difícil arte do meu querer…

És quadro pintado na minha memória

És parte da minha vida

Página do livro da minha história…

És poema inacabado

Cifra por desvendar do meu viver…

És curva que o mar não devorou…

O silêncio que procuro e onde me abrigo do dia

Que não brilhou…


(Lúcia Machado)

2 comentários:

Hélder disse...

Quem nós amamos fica sempre a fazer parte do livro da nossa história, é normal, afinal é alguém que amámos, é sempre parte da nossa vida mesmo que esse alguém parta...
Vejo que estás a superar um bocadinho a perda dessa pessoa querida, ainda bem que assim é...

Beijos

ZezinhoMota disse...

Então já são duas estrelas
que na noite escura
iluminam os Céus...

Bjnhs

ZezinhoMota

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.