“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

03/08/2008

Sem mais nada a dizer...



Não quero falar sobre…

Não me apetece pensar sequer!

Não quero escrever, sobre…!

Não quero chorar!

Não quero ouvir mais, nada!

Ainda tenho as músicas…

O olhar, o toque que ainda sinto…

O sabor doce-amargo da solidão

É um estado de espírito…

Uma fase de reciclagem…

Não!

Não insistam!

Não quero falar, pensar, sonhar, imaginar sequer

Quero apenas, sossego!

Sem perguntas!...Às quais, nem eu, tenho resposta…

Deixem-me, sossegada aqui, no meu cantinho…

Com a minha solidão, com o meu silêncio…

Sem perguntas…

Acabou!



(Lúcia Machado)



Durante uns tempos...

Não me apetece escrever, apenas ficar sozinha...



5 comentários:

Cila disse...

Entrei num pé e saio por outro, assim de mansinho para não perturbar o teu sossego, não faço perguntas, não quero respostas...desejo apenas que consigas superar esta fase e que voltes quando sentires novamente vontade de escrever.
Um beijo doce

Crystal disse...

..e eu apenas deixo um beijo suave...

O Profeta disse...

Ai quem me dera agitar o tempo
Atirar a mágoa à voragem da noite
Arrancar as raízes ao pensamento
Sentir a paz que uma lagoa acolhe


Boa férias


Mágico beijo

instantes e momentos disse...

muitissimo bom teu blog. Gostei daqui. Vou voltar sempre com certeza,
Uma boa noite
Maurizio

ZezinhoMota disse...

Seja qual for a tua iniciativa, quer seja de te isolares, ou estares em condições de escreveres...

Eu estarei sempre aqui e se me quiseres escreveres pela outra banda, podes fazê-lo...

Porque os amigos estarão sempre presentes...

Boas férias...

Que sejas feliz, não te deixes dominar pelo destino.

Bjnhs

ZezinhoMota

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.