“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

27/06/2008

Escrevo...Paixão


Quantas vezes, nos apaixonamos, arrebatámos o nosso coração e dilaceramos a alma em prol da paixão?
Paixão é a confusão dos sentidos, é tempestade que nos assola, nos abana, nos faz tremer na corda bamba da sanidade…
Uma vez, tomada a nossa alma de assalto, nunca mais somos os mesmos…
Paixão é fogo, é sentimento em constante turbilhão…
É tempestade que passa, que deixa tudo de forma diferente…
Quem nunca se apaixonou?...e por essa paixão desenfreada, não cometeu as maiores loucuras?
Corremos o mundo…lutamos contra tudo e todos por uma paixão!
É um estado de total euforia, uma alegria que nos faz voar nas asas da imaginação…
Paixão é faca que corta…
Que sangra e nos devora…
É a fusão, o desejo de nos queremos tornar um só de corpo e alma…
E quando ela passa?
É o desespero…as noites sem dormir…
E no lugar da paixão…fica a saudade a esperança de um novo dia…


(Lúcia Machado)

3 comentários:

Cila & Di disse...

Olá Lúcia...que linda a forma como descreves a paixão...por ela se cometem de facto as maiores loucuras...
Beijo e bom fim de semana

mundo azul disse...

Bem...Temos que ter em conta, que a paixão é como fogo forte que não dura mesmo muito tempo...Ou acaba, ou se transforma em um sentimento mais profundo e duradouro... Querer uma longa paixão, é procurar o sofrimento!
São lindas as palavras em seu desabafo...
Beijos de luz e um dia muito feliz!!!

ZezinhoMota disse...

A paixão é bela consoante seja a pessoa a descrevê-la e tu consegues fazê-lo.

Bom domingo.

Bjnhs

ZezinhoMota

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.