“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

20/12/2007


Devo ser, a árvore fustigada pelo vento,
O solo onde me planto e cresço…
Serei o mendigo à tua porta
Tu, o pão que me alimenta...
Devo ser, água turva,
Suor efervescente,
Luz dormente em manhã dourada…
Serei telhado de vidro,
Frágil, ao peso dos pássaros que se abrigam...
Devo ser a pergunta à qual não tenho resposta
A curva que não se vê…
O muro que me trava...
Serei o uivo, que rasga a noite,
Em silêncio e devagar num murmúrio
Serei nada…serei tudo…


(Lúcia Machado)

2 comentários:

Vóny Ferreira disse...

És tudo o que sentes
e questionas
Tu o que vês
e que sonhas...
E mesmo
O que não queres
Serás
Porque serás sempre
O mais lindo poema!
Vóny Ferreira

ZezinhoMota disse...

A poesia é o meu Mundo e tu és das mulheres maravilhosas que existe nesse meu mundo tão especial...

Eu irei estar a morrer e quero ter a lucidez de poder sorrir à poesia e à amizade...

Amizade que tu complementas de uma maneira tão Sublime...

És um dos rostos da minha sobrevivência de vida...Porque fostes das mulheres que muito me encantou pela escrita que para sempre me marcou...

Obrigado, por escreveres tão bem e dessa maneira eu ter tido a felicidade de te conhecer...

Fica bem e a sorrir.

Bjnhs

ZezinhoMota

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.