“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

19/11/2008


…E as noites em claro…e os dias, negros como breu…
E as lágrimas derramadas…o coração órfão do teu…
E as dores, que não sei se o são…
Indolores, inexistentes…
Saudade, dormente, incandescente, loucura…
Devaneio que mortifica, ausente, presente…
Existo, não existo…
Confusão, febre que a gente pode apanhar…
Estou, não estou…
Sombra que trilha o caminho por onde vou…
E se vou, não sei onde estou…
Encontro-me, perco-me…
Revelo-me, escondo-me…
Enclausuro-me…
E não sei porquê, tudo o que percebo…
Inicio…fim de um enlevo…
Não sei se o sou…ou se o escrevo…


(Lúcia Machado)

9 comentários:

Cila disse...

Linda poesia...

Beijo

O Profeta disse...

Poesia triste...mas linda...como tu...


Doce beijo

Lena disse...

Passei para deixar um beijo de boa semana!
***

Vieira Calado disse...

A dúvida existencial.

Todos nós temos as nossas.

É impossível fugir.

Gostei do seu poema bem cadenciado.

Bjs

Artur Moura Queirós disse...

Estado de alma, que toma conta do corpo sedento do conforto da solução de espírito, panaceia dos tormentos sem hora de chegada e de partida... :)

ZezinhoMota disse...

Existem pessoas que fazem as mais belas poesias nos momentos tristes...

Tu és uma dessas pessoas e que bem escreves na nostalgia do amor! Na ausência da paixão, sofre-se e assim dizes o que de mais belo têm os corações apaixonados...

Bom fim de semana.

Bjnhs

ZezinhoMota

O Profeta disse...

Sou palavra perdida no silêncio
Gerada no ventre do Mar
Grinalda de perdidos sonhos
O passado do verbo amar

Amei!
Voar na chegada de cada Primavera
Pintar de luz as cores do verão
Pisei o tapete das folhas de Outono
Acendi em cada inverno uma fogueira de paixão


Convido-te ao encontro com o meu “Eu”

Bom domingo


Mágico beijo

ลndreia disse...

Que confusão de sentimentos... *

Crystal disse...

é impressionante! Eu gostava de o dizer assim! Essa capacidade de escrever sentimentos é fantástica.Adoro ler-te. Tu já sabias disso, não sabias?

Beijo

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.