“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

26/12/2009

Pensamentos soltos IV

…renasces da cinza, amordaçado pelo tempo
Montas o teu cavalo com língua de fogo, na busca incessante
Da voz que te dê alento.
…tormento se faz a vigência que não escassa
Algoz… se faz o desalento que envolve a tua sensatez
Por onde vais que não dizes?
Serás tu o cavaleiro prateado com espada de vento?
Ou apenas a brisa do espectro transeunte?
Ah! Não sei que ruas ou montanhas cruzas…
Ou se as caravelas que o mar embala, são a cama que te acolhe
Não sei se te olhe…
…ou se enfrente o teu mirar…
Talvez te envolva…talvez com um leve respirar…
Quem sabe… na queda dos teus cabelos macios…
…encontre o significado do verbo amar

(Lúcia Machado)

2 comentários:

Hélder disse...

Gostei muito como sempre amor, escreves cada vez melhor ;)

Amo-te muito!!!!!

非凡 disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.