“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

21/07/2009

Caçador(a) de Estrelas


Encontro-me, envolta nas tuas palavras que me embriagam o sentido de orientação… sinto que sou capaz de voar em direcção às estrelas, e nos teus olhos, a força necessária que preciso para as ir buscar…carrego no peito, a veloz e suave voz do tempo… ele sussurra-me os segredos de todos os deuses, sejam eles da Terra ou do Ar… num silêncio profundo, cobre-me com o manto da noite, como se eu fosse um astro perdido em vácuos de intermitentes (in)sanidades… numa corrida contra o tempo só me julga a voz, crescente no limiar do horizonte em que me perco… de repente! Dou por mim sem asas! Como é possível eu conseguir voar? Desespero! Julgo que vou cair neste mar imenso, onde me aguardam todas as vidas de um oceano em tumultuosa agonia… serei alimento para as criaturas marinhas, monstros de dentes afiados, sedentos de sangue que lhes sacia as guelras que respiram o fim da vida… não consigo voar! …num desespero que me dilacera a mente e o corpo, a velocidade atinge o seu pico… em queda livre, bato os braços, na esperança desesperante, que deles, as asas voltem a crescer… num grito agoniante o corpo dá de si… são músculos contraídos, enrijecidos, paralisados com o medo do destino que me aguarda… vejo-os a eles na superfície da pérfida água, bóiam à sua volta velhas carcaças de seres irreconhecíveis, são Cães de três cabeças, os guardiões desse inferno feito Árctico, corpo nu, envolto numa mortalha de foice na mão... sinto o cheiro da morte a chegar devagar… e nada posso fazer…entrego-me ao destino…fecho os olhos e sonho contigo…se vou morrer e servir de alimento para esses Lobos Marinhos…que seja então e apenas mais um(a) caçador(a) de Estrelas…, mas, que fez delas os olhos do Mundo entregues ao mar… dou de mim… num último desespero… bato de novo os braços...

(Lúcia Machado)

3 comentários:

Hélder disse...

Gostei muito... Claro não é? :D

Não tens que ter medo do destino amor, qualquer que ele seja, espero estar sempre ao teu lado :$

Amo-te!!!!!!

Isaura Pereira disse...

Claro que gostamos :d Tu escreves de uma forma fantastica ;)

Esperemos que o destino vos faça muito muito felizes ....e que tenha um destino com muitos poucos percalços ;)

Jocas e obrigado por nos brilhar com os seus posts.

JOcas

DarkViolet disse...

As asas tem que bater com fluxo e assim sendo o abraço do vosso Amor irá dar uma partilha de cores desfolhadas. O percurso da nudez no tempo

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.