“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

09/12/2008

Presenças...


Pressinto-te, mesmo sabendo que não estás aqui…

Presenças são, as impostas pelo nosso coração…

Ardem, como o vento fugaz…esse, que nos envolve no silêncio da noite

E gritam ao sabor de um tempo escasso e algoz…

Presenças...

Não precisam de ser físicas…basta o nosso amar…

Abraça-me nesta sintonia, embalada, ao som inaudível da tua voz…

Onde todos os sentidos são donos de mim…

Pressinto-te, mesmo sabendo-te ausente…

Mas, a tua presença chega a cada novo amanhecer…

Imposta a cada anoitecer…

Delírios são, os meus olhos cegos, por não te ver…

Mas, mesmo na cegueira que me ofusca…

Vejo-te no sol embriagado pela manhã do teu sorriso…

Pressinto-te…ainda…

Nas asas duma qualquer borboleta estonteante…

Num pirilampo, sinónimo de esperança na noite fria…

Sei-te aqui…onde os meus sonhos são possíveis…

Um lugar onde não é permitida a solidão…

E tudo o que revelo…

Todos os medos, devaneios…

São a tua presença em mim…

Porque, pressinto-te aqui, perto de mim…assim…


(Lúcia Machado)


2 comentários:

ZezinhoMota disse...

Lúcia!

A Nostalgia
Refugia-se
Numa sensação
De tristeza e falta de alegria.

Existe a privação
Onde nada temos
E fica a desilusão…

É um palmilhar
Sem atenção
Feito de incertezas
E com lágrimas no nosso caminhar.

Neste sentimento
A inexistência
De uma feliz existência
Que a leva o vento.

Que saudade
Que melancolia
A falta da felicidade
E a sua alegria!

10 Dezembro 2008 16,59h

ZezinhoMota


----------------------------------


Minha amiga belas as tuas palavras, nas tuas tristezas infinitas...

Choras a falta de algo e o fazes
com requinte...

Porque o fazes com o coração.

De quem te admira e te quer bem.

Bjnhs

ZezinhoMota

Pierrot disse...

Cara Lucia
Escreves e descreves...
Le-se e fecha-se os olhos e vai-se...
Amei
Bjos daqui
Pierrot

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.