“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

23/04/2008

GAIVOTAS.gif



Julgo-me capaz de voar em direcção às estrelas
De as agarrar e oferecê-las
E numa explosão de felicidade
Agarrar na Lua e com ela matar a saudade

Fazes-me sentir leve
Como pássaro livre que voa sem parar
Onde a brisa me acompanha
Até ti… para te abraçar

Na travessia do tempo
Na ânsia de te ver
Acorrento-me às horas cavalgantes
Só para me perder nos teus olhos distantes

Pudera eu parar os instantes
Onde te encontro, e num beijo me perco
Fazer de ti o ar… o meu mundo
Na perpétua saudade de um segundo


(Lúcia Machado)


6 comentários:

ZezinhoMota disse...

É o segundo que vale por todo o momento! E mais ainda quando leva sentimento.

Bom feriado e que se prolongue no fim de semana.

Bjnhs

ZezinhoMota

As minhas poesias;
http://zezinhomota.blogspot.com
As poesias dos outros;
http://poetaremportugues.blogspot.com
Novo - A imagem do meu país;
http://ominho-zezinhomota.blogspot.com

O Profeta disse...

Na água tudo se perde
Lavas do rosto a desventura
Uma lágrima é simples gota
Perdida do mar da ternura


Bom feriado


Doce beijo

Luis F disse...

O Mar de Sonhos faz um ano de existência. Venho assim agradecer toda a amizade e carinho ao longo deste tempo.

O meu muito obrigado.

Com amizade

Luis F.

Bruxinhachellot disse...

Pudera eu em um só instante voar na imensidão do céu azul.

Beijos de Sol e de Lua.

DE-PROPOSITO disse...

Onde te encontro, e num beijo me perco
------------
Espero que seja um perder no meio da felicidade.
Fica bem.
Tudo de bom por aí.
Manuel

VÓNY FERREIRA disse...

Lindo poema, arrebatador, de uma beleza comovente.
O amor e a paixão inspira sempre almas grandiosas que divagam nas asas de todos os pássaros que ensaiam os seus voos, só para nos falarem de beleza!
Vóny Ferreira

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.