“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

23/10/2009

Lamento

…não são apenas palavras, que chegam com o vento
Já nada espera os teus olhos marejados
Cristalinos, ausentes do querer terreno
Levitas agora, para além do consciente
Flutuas entre real e o irreal
Nem os pensamentos se apoderam mais de ti
...o certo e o incerto
Não fazem mais sentido
Rasgado o corpo, lamenta o cair da noite
Imóvel e rígido
Toma de assalto o ar que respira
Nem a folhas meladas pelo vento
Rasgadas pela chuva
Calam o teu lamento
Não mais tem saudades de um tempo perdido
O ser comprime-se e contorce-se
A cada nota… a cada chorar da guitarra lamuriosa
…as mãos, calejadas…
O amparo das lágrimas que regam o coração
E nem as palavras ausentes do vento
Nem as flores meladas pela chuva
Calam o silencioso tormento
…do corpo inanimado, quebrado sobre o tempo

(Lúcia Machado)

5 comentários:

Nilson Barcelli disse...

"Nem as folhas meladas pelo vento
Rasgadas pela chuva
Calam o teu lamento"
Querida amiga Lúcia, achei o teu poema sublime.
Bom fim de semana, beijos.

Hélder disse...

Gostei muito amor, para variar :P

Amo-te tanto :$

Um Olhar disse...

Que os teus lamentos sejam de momentos sublimes como as palavras que aqui deixas-te.
As tuas palavras...são um doce alento para continuar a ler-te.
Parabéns!

Bjo
Fatima

ZezinhoMota disse...

Lúcia.

Mais um momento digno de ti, que tão bem escreves.

Mais um momento que te leio e que ficará no tempo.

Num belo registo!

O meu grande apreço por ti, é e será um sentimento de grande beleza...

A minha Amizade por alguém que me habituou admirá-la e respeitá-la...

Espero ainda viver para te poder homenagear como grande Escritora!

Porque poetisa já o és!

Um feliz fim de semana.

Bjnhs do teu amigo ZezinhoMota

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, passei para te desejar um óptimo fim de semana.
Beijos.

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.