“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

12/05/2009

É este o nosso mundo
As cores prateadas da nossa história,
As esferas desgovernadas do silêncio

Vejo três árvores...
Enraizadas no teu olhar utópico.
Um galo ao longe, canta a fresca voz da alvorada
Quatro gatos, miam ao despique o cio da madrugada
Um demónio dança com a sua forquilha em brasa
Vejo cinco duendes…
Dois deles carregam um peso morto
Os restantes fazem cânticos, erguendo as mãos para o céu
Vejo sete torres, um lago, um muro inviolável, e nenhuma saída
Caí o espírito da noite…
Regresso ao leito desmesurado de ti

(Lúcia Machado)


[Poema meramente utópico]

5 comentários:

Hélder disse...

E podes regressar quantas vezes tu quiseres...
Vou estar sempre aqui para ti minha "pincesa" :)

Amo-te!

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga Lúcia, acho que deves continuar na senda da utopia poética, porque acho este teu poema magnífico.
Parabéns pela tua criatividade/inspiração poética.
Boa semana, beijo.

O Profeta disse...

Um Violoncelo reage ao toque
Vibram as cordas, solta-se a melodia
Das mãos escultoras das notas
Saem afagos de sonora magia

Uma alma reage aos acordes
Um coração bate ao compasso
Uma voz entoa dolentemente
Um corpo deseja o abraço



Um feliz fim de semana


Doce beijo

ZezinhoMota disse...

Amiga Lúcia!

Arrepio-me de emoção por tuas palavras formarem tão lindas poesias...

Podes crer, que sem os teus poemas não será a mesma Internet...

A Internet da POESIA!

A Poesia de grande MAGIA...

Bom fim de semana.

Bjnhs

ZezinhoMota

Henrique Mário Soares disse...

cada vez, cada regresso, a certeza de ter algo belo e magnifico par ler.
Parabéns, está magnifico
Obrigado, continua.
bjks.

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.