“Todas as palavras são a loucura dos Poetas, não fossem elas o próprio sangue que corre nas veias”


(Lúcia Machado)

18/08/2007

Reencontro





Encontrei-te sentado na margem do rio…
Estavas calado e o teu olhar contemplava o horizonte…
Pelo teu rosto corria uma lágrima de prata
Debruada com o cinzel a encarnado…
Aproximei-me de ti…segurei a tua mão…
Mão suave…como da mais seda pura se tratasse
Teu olhar cruzou o meu…sem dizer nada…abracei-te…

-Estou aqui…não te deixo…não chores…
Teu perfume…a doçura do teu olhar que tanto gosto…
O macio da tua pele na minha pele…

-Gosto de ti! (digo-te)
És a minha estrela na noite escura, poema inacabado, pela mão do mais belo poeta, minha chuva em dia quente de Verão, meu porto seguro em mar tumultuoso, a música dos amantes apaixonados…Não tenhas medo!... não te quero ver sofrer…não há nada mais belo que lutar por um amor…não me abandones! (peço-te)…luta!! Luta por nós!

Lembras-te?
Do nosso beijo o cruzar do olhar sem nada dizer! O brilho dos teus olhos nos meus?
Aquele abraçar com a respiração ofegante…como se o coração fosse saltar do peito…
O simples toque de mãos…a minha mão na tua…como se a alma estivesse nesse simples contacto…

Não te deixo…estarei sempre aqui…para ti
Beijo teu rosto…
Tu...sem nada dizer...continuavas com aquele brilho no olhar…qual criança feliz, perdida no carrossel da vida…sorriste para mim…abraçaste-me, beijaste-me…
Teus lábios com sabor à mais fresca das amoras…


-Não meu amor…se choro é de alegria por te ter encontrado, os meus braços serão as tuas asas! Não te deixarei cair…confia em mim…

Com o simples olhar, dos teus olhos doces que são meus…
-Acredito em ti…não te deixarei… juntos voaremos pelas nuvens deste céu imenso…
Meu querido…minha vida…meu poeta…meu amor
Serás as minhas asas…e eu…o teu corpo



(Lúcia Machado)

1 comentário:

Sailing disse...

Lindo texto sobre o encontro... Vim ao teu blog e adorei.

Parabens

Sailing

... Aqui jazem todas as angústias, os medos, a solidão, as alegrias, as tristezas...
Jazem momentos únicos, momentos irrepetíveis...
....a saudade, o acreditar....
..As lágrimas, o desespero, o renascer...
a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...
Aqui jaz uma nova esperança... o amor...

...Tu...



(Lúcia Machado)




Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, cedência, difusão, distribuição, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio electrónico, mecânico ou fotográfico destes textos sem o consentimento prévio e expresso do autor. Exceptuam-se a esta interdição os usos livres autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente, o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem.